Porque ser um líder Coach

Tempo de leitura: 2 minutos

    Jack Groppel, Phd, cunhou o termo atleta corporativo, para indicar o que se espera do executivo nesta nova economia – um profissional que tenha alta performance, que ganhe o jogo, que não deixe a bola cair nos momentos críticos, que tome decisões mais acertadas, que consiga bater o recorde, que ganhe o campeonato. A diferença é que o atleta não disputa partidas todos os dias e o executivo sim. expectativa de alta performance do executivo é diária, então nada mais lógico que ele tenha um sistema de apoio diário para treinar o que ele precisa para se desenvolver.

    Interessante que em um mundo tão linear, racional e lógico como o mundo corporativo ainda se acredite que é possível um executivo ter excelência apenas tendo um líder que dê ordens para ele. É totalmente ilógico esperar que a excelência ocorra sem que um sistema de apoio adequado seja desenvolvido. Precisa-se urgentemente reavaliar o modelo de gestão pessoal que está sendo usado. Hoje em dia temos dois modelos de atuação: militar e de aprendizado.

    O modelo militar, de comando e controle, onde o general dá ordens e o soldado simplesmente obedece. Por falta de outro modelo, este era o modelo de gestão predominante no mundo executivo. O inconveniente deste modelo é que se mantém a equipe em estado de estagnação, pois ela não se desenvolve, não cria, não utiliza o seu potencial. Sem o general, os soldados ficam confusos. Daí a tática de guerra que se usava em campos de batalha que era de capturar o comandante das tropas para que elas se rendessem imediatamente.

    O outro modelo, mais recente, é modelo de aprendizado, que chamamos de Coaching, onde o objetivo é criar as condições para que o liderado aprenda e se desenvolva aumentando a sua capacidade de ação. No momento decisivo é o atleta, não o técnico, quem vai ganhar o jogo, então a necessidade aqui é ter mais do que alguém que obedeça cegamente. O que se espera é que este atleta consiga ser um líder durante a competição e que sua capacidade de tomar decisões em momentos críticos seja a mais afiada possível.

    O Líder Coach utiliza as situações de trabalho para gerar aprendizado, melhorar a performance e qualidade de vida. Cria um relacionamento que ajuda pessoas a produzirem resultados extraordinários na vida pessoal, na carreira, nas organizações.

     O curso de Líder Coach que inicia dia 21 de maio ( clique aqui para maiores informações )tem como objetivo ensinar o líder a ser um inspirador para que os outros sintam vontade de resgatar as melhores qualidades nos piores momentos, a desenvolver pessoas e obter resultados.

Sobre Magui Guimarães

Magui Guimarães é Master Trainer em PNL & Coaching, Consultora em Gestão de Pessoas, atua em Educação Corporativa e Coaching para executivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>